segunda-feira, 20 de abril de 2015

Resenha Conforto Ambiental

A INFLUÊNCIA DA FORMA NO DESEMPENHO ACÚSTICO DOS AMBIENTES

FAURO, Daiana; ROCHA, Bibiana da, PEREIRA, Clarissa de Oliveira
Trabalho de Pesquisa _UNIFRA

Quando for realizar um projeto de sala de concerto, residência ou teatros é importante se reter a forma, visto que a cada forma existente confere características acústicas variáveis, tornando a forma fundamental tanto como vista arquitetônica como acústica.
Existem vários conceitos de som, como o eco e sua variante eco palpitante, reverberação e suas variantes: tempo ótimo de reverberação, que varia conforme o uso e o volume ambiente e reverberação conforme o percurso do som, que se avalia a partir da inteligibilidade do mesmo a ser garantido pelo ambiente. Além disso, o que faz ocorrer a existências de ecos e reverberação é a geometria interna dos recintos, as formas mais recomendadas para auditórios e teatros é a forma trapezoidal ou em leque como é chamada, mas existem outras formas como, por exemplo, as retangulares, que não são recomendadas pela possibilidade de haver eco que resultam de grandes distâncias ou superfícies paralelas muito próximas.
O estilo de sala “Shoe Box” ou “Caixa de sapato” é uma sala alta, longa e estreita tendo como principais exemplos o Shymphony Hall em Boston, Concertgelouw em Amsterdan, Grosser Musikvereinssaal em Viena, uma característica é que as três medidas altura, largura e comprimento, não devem ser múltiplos entre si nem haver fatores comuns entre elas, esse estilo apresenta um som mais claro, distinto, sobretudo na propagação de notas agudas.

O texto apresentado traz de maneira clara a importância das formas que influenciam no conforto acústico, apresenta as formas ideais para salas de concerto, teatros e auditórios para melhor propagação do som para que não haja interferências acústicas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário