terça-feira, 29 de novembro de 2016

Anteprojeto de um mobiliário de estudos para uma turma de arquitetura

ESTRUTURA

1.    APRESENTAÇÃO
2.    REALIZAÇÃO DO LEVANTAMENTO ANTOPOMÉTRICO
3.    APLICAÇÃO DOS DADOS ANTROPOMÉTRICOS
4.    ESTUDOS FORMAIS E FUNCIONAIS
5.    DEFINIÇÃO DAS CORES E ESCOLHA DOS MATERIAIS
6.    DESENHOS TÉCNICOS
7.    REFERÊNCIA


1.    APRESENTAÇÃO
Elaboração de um anteprojeto de mobiliário de estudo para aproximadamente 50 alunos da turma do quarto ano de Arquitetura e Urbanismo da Unipar – Campus de Paranavaí que tem por finalidade propor um mobiliário que seja adequado á todos os alunos da sala, podendo também ser utilizada em todas as turmas do curso.
Nossa proposta tem como principal objetivo agradar a todos os alunos e ao mesmo tempo dar conforto ao usuário no período que estará estudando. Utilizamos cores para tirar um pouco da serenidade do ambiente, pois na situação atual o local não apresenta cores vivas, deixando o ambiente com uma aspecto hospitalar (neutro). Pensamos em usar materiais leves com superfícies polidas e de fácil limpeza. Por último visamos a ergonomia do móvel para atender usuários de vários portes e de ambos o sexo.

FOTOS
Nota: Foto da aluna mais baixa.
Nota: Foto do aluno mais alto.
Nota: Foto para comparação dos dois alunos.
Percebe-se nas fotos que o móvel está mais bem adequado para o aluno do sexo masculino de estatura mais alta, pois a aluna do sexo feminino está com uma postura inadequada, sendo que na primeira foto mostra que apenas a ponta dos pés está relando ao chão e seus cotovelos estão muito elevados, na ultima foto percebe-se que ao tocar o chão com os pés por completo, seus joelhos ficam em declive, dificultando ter uma postura adequada e confortável a mesma.

2.    REALIZAÇÃO DO LEVANTAMENTO ANTOPOMÉTRICO
PROBLEMA
VARIÁVEL ANTR.
APLICAÇÃO
OBJETIVOS



Postura
Altura do cotovelo sentado
Altura da mesa
Evitar inclinação da coluna sentado
Altura poplítea
Altura assento cadeira
Adaptar postos de trabalho
Altura coxa
Espaço assento e mesa
Permitir movimentos
Altura lombar
Encosto da cadeira
Adaptar coluna
Alcance
Ombro –> Ponta dos dedos
Profundidade mesa
Comprimento da superfície

Nádega –> Joelho
Cadeira
Comprimento do assento


Medidas de Antropometria estática
Critério Regulares (médio/extremo)
Mulheres
(cm)
Homens
(cm)

Medidas adotadas
(cm)
Mín.
Máx.
95º
95º
Altura das coxas

X
56
61
57
59
61
Comprimento nádega/joelho
X
X
45
60
52
65
45 <–> 65
Cotovelo sentado
X
X
67
72
68
71
67 <–> 72
Poplítea
X

43
50
48
51
43
Lombar

X
73
82
79
80
82
Ombro

X
67
77
75
80
80

As medidas foram realizadas diretamente, tomando-se uma amostra significativa dos alunos que serão os usuários ou consumidores do objeto que foi projetado. A coleta de dados foi feita através do sexo e altura dos alunos, por exemplo, medidas das alunas do sexo feminino com estatura mais baixa e mais alta da sala, e os alunos do sexo masculino com estatura mais baixa e mais alta da sala, totalizando quatro alunos nesse estudo para atender uma sala com aproximadamente 50 alunos. A medição dos alunos foi feita manualmente com uma trena e os alunos se ajustaram em várias posições para temos um comparativo das medidas.

3.    APLICAÇÃO DOS DADOS ANTROPOMÉTRICOS
O princípio para aplicação dos dados antropométricos se dá por um projeto com dimensões reguláveis e um projeto para faixas da população, porque quanto mais regulagens o modelo oferece, mais facilmente ele se adapta aos diferentes usuários (alunos), portanto, para se ter uma cadeira e mesa de boa qualidade, deve ser confortável ao aluno, adequada a sua postura e apropriada á atividade que ele exerce no período de aula (aproximadamente 4 horas).
A ergonomia é uma ciência que vem se desenvolvendo como ciência desde a Revolução Industrial (séc. XVIII), mas que foi “oficialmente” inaugurada no pós-segunda Guerra Mundial. Ela estuda a adaptação do trabalho ao homem, isto é, a relação entre o homem e seu trabalho, equipamento e ambiente. Trata-se de ciência multidisciplinar que aplica conhecimentos da área de anatomia, fisiologia e psicologia.
Propomos um encosto com ângulo entre 110 e 120 graus, já que o ideal é que a inclinação seja graduável, para que cada aluno escolha aquela mais adequada ao seu biótipo.
As medidas adotadas para nossa proposta foram:
Mesa: Tampo (0.89x0.60cm) e Altura (0.72cm), definimos essas medidas para que as pessoas mais alta consiga encaixar os joelhos com folga em baixo da mesa.
Cadeira: Assento (0.48x0.64cm), Altura (0.45cm) e Encosto (0.35cm), definimos essas medidas para que todos os usuários independente das medidas do corpo consiga sentar com a postura correta na cadeira.

4.    ESTUDOS FORMAIS E FUNCIONAIS
CONCEITO

Nosso conceito se dá através das linhas curvas utilizadas em nosso móvel, pois dão uma forma mais orgânica, inspiradas nas formas da natureza com curvas e traços que dão a impressão de movimento, diferentemente das formas retas que dão impressão de estáticas. Com essas formas arredondadas e simétricas, foi daí que surgiu nosso conceito, assemelhando o formato de curva: convexo e côncavo, tanto utilizados na mesa como na cadeira. Optamos orientar o lado convexo do formato á frente, pois dá a impressão de ‘’avante’’, deixando a atenção do aluno totalmente voltada á frente da sala, ou seja, no quadro e no professor. Já o lado côncavo do formato orientado nas costas do aluno, dando a impressão de ter algo remetendo a uma força que está ‘’empurrando’’ e ‘’ajudando’’ tanto usuário dessa cadeira como os outros alunos á prestarem atenção na aula.

CROQUIS


5.    DEFINIÇÃO DAS CORES E ESCOLHA DOS MATERIAS
CORES
Por serem salas de aulas de arquitetura e ser um ambiente criativo e harmonioso, resolvemos propor uma ideia de quatro cores ao móvel distribuído na sala, sendo as cores escolhidas: azul tiffany, preto, amarelo mostarda e berinjela, mas lembrando de que o móvel poderá ser da cor que o cliente desejar, pois o material de revestimento utilizado dará essa oportunidade.
·         Amarelo mostarda: cheia de personalidade, criativa e surpreendente. Trata-se de um amarelo um pouco mais fechado e não tão vibrante como outras tonalidades. O mostarda é vantajoso porque permite fazer várias combinações para alegrar a sala de aula. Vem da cor amarelo que simboliza felicidade, fortaleza e a compreensão. Quando usado da madeira correta, o amarelo mostarda cria sensações positivas, afinal, abre caminhos para novas ideias. A cor também costuma alimentar o ego, gerando o egocentrismo, por isso não deve ser aplicada em demasia no mesmo ambiente.
·         Azul tiffany: carrega consigo toda a simbologia do azul, ou seja, é uma cor fresca, serena, calma, tranquila e com um poderoso teor terapêutico. As tonalidades de azul também estão associadas aos sentimentos nobres, como lealdade, integridade, respeito e responsabilidade. Quando inserido na decoração, o azul Tiffany imprime bom gosto e luxo. A cor costuma ganhar mais destaque e se tornar sofisticada quando faz parceria com branco ou prata. O azul Tiffany é uma cor que combina com o verão, pois ela reduz a intensidade do calor e consegue tornar os ambientes mais refrescantes. Ela também permite diversas combinações, fazendo parcerias com tons neutros, quentes ou frios.
·         Preto: os móveis pretos são muito elegantes e trazem um toque de modernidade à decoração, eles são os móveis pretos são menos suscetíveis às manchas e cores escuras trazem mais elegância ao ambiente, porem é preciso cuidado para que o ambiente não fique carregado demais. O preto tem a grande vantagem de ser uma cor neutra e dificilmente não combinará com outras cores e tende a “sugar a luz”, portanto, a ideia é não exagerar e saber dosar a quantidade de móveis pretos num ambiente.
·         Berinjela: é uma cor moderna, charmosa e sofisticada. O tom berinjela remete a um roxo, ele pode ser associado aos ideais nobres, como lealdade e respeito. A cor berinjela possui alto nível espiritual, por isso pode ser classificada como um tom místico e transformador. Ela ativa as emoções e contagia o universo das fantasias, além de enfatizar a sensação de mistérios. Poder, sabedoria e luxo são fatores que consegue caracterizar bem a cor berinjela.

MATERIAS
Como sendo uma sala que tem em sua grande maioria do tempo, várias atividades de desenhos, projetamos um móvel com os seguintes materiais:
·         Pés de alumínio cor branca: o alumínio apresenta diversas vantagens quando o assunto é ambientação de espaços interiores e exteriores, por ser um material leve, fácil de manter e bastante resistente. Na verdade, o quesito resistência é um das principais características associadas ao uso do alumínio em um móvel. Esse tipo de material tende a conservar a sua aparência ao longo dos anos mesmo quando sob a ação de agentes climáticos como sol e a chuva. O alumínio também é resistente à erosão por ferrugem.
·         Régua Paralela: possui as duas extremidades já apoiadas na prancheta. Seu preço varia entre R$70,00 e R$120,00. Uma de suas maiores vantagens é o fato de correr paralelamente ao desenho sem precisar se preocupar em segurar uma das extremidades. No entanto, esta régua precisa ser instalada em pranchetas de desenho e, portanto, não é possível utilizá-la em mesas comuns. Isto acontece porque suas cordinhas laterais (pelas quais a régua irá deslizar na prancheta) são curtas. É importante que essas tais cordinhas sejam amarradas de maneira a ficarem com o mesmo comprimento, para a régua não deslizar de maneira torta.
·         Espuma injetada: é a espuma em molde injetado, já sai com o formato do assento e encosto, muito durável e resistente, a mais usada em cadeiras atualmente.
·         Tampo da mesa, assento e encosto da cadeira em MDF: é bastante encontrado na fabricação de móveis planejados. Suas fibras possibilitam trabalhos de usinagem precisos, com furação e ótimos acabamentos. É bastante resistente e não deforma com variação de acabamento. Além disso, o MDF é um material ecologicamente correto, produzido com madeira reflorestada. As chapas são resistentes ao fogo e água e tem espessuras variadas.
·         Alavanca de Limitador de inclinação: muito utilizado para limitar a inclinação de cadeiras. Esse sistema foi utilizado em nossa proposta, para o encosto da cadeira.
·         Parafuso de regulagem: Sistema utilizado para inclinação do tampo da mesa da nossa proposta.
·         LACA: é um tipo de acabamento para móveis de madeira sobre o qual se aplicam várias camadas de uma pintura especial. O resultado é um acabamento liso, sem manchas e uniforme. A grande vantagem da laca é a enorme variedade de cores disponíveis, além das opções para efeito brilhante, fosco ou acetinado.
·         Couríssimo: tem sua composição de 70% de policloreto vinílico(PVC), 25% de poliéster e 5% de poliuretano. Possui uma base em tecido 100% algodão e são fornecidos em 140cm de largura. O couríssimo possui uma gama muito grande de texturas e é o material que mais se assemelha ao couro natural. O poliuretano fornece ao revestimento couríssimo melhor aparência nas texturas (mais semelhante ao couro natural) e uma temperatura mais agradável e adequada tanto em regiões frias ou regiões muito quentes e são muito resistentes ao ressecamento mantendo-se macio e agradável por muito tempo. Optamos por usar a cor Plus Areia no estofado da cadeira.

6. DESENHOS TÉCNICOS

PERSPECTIVAS






7.    REFERÊNCIAS

ARCO PROJETO DESIGN: Conceitos de ergonomia para avaliar produtos. Disponível em: <https://arcoweb.com.br/projetodesign/tecnologia/cadeiras-e-poltronas-conceitos-de-23-06-2005> Acesso em: 01 junho 2016.

CASA LINDA: Acabamento de laca na decoração da casa. Disponível em: <http://revistacasalinda.com.br/dica-do-decorador/acabamento-de-laca-na-decoracao-da-casa/> Acesso em: 01 junho 2016.

ARTEZANAL: Características e Diferenças entre Couríssimo e Couro Ecológico. Disponível em: <http://artezanalnet.com.br/blog/Caracteristicas-e-Diferencas-entre-Courissimo-e-Couro-Ecologico-> Acesso em: 01 junho 2016.

GRUPO ADARIO EMPREENDIMENTOS: Couríssimo (PU). Disponível em: <http://www.grupoadario.com.br/produtos.asp?cgp=7> Acesso em: 03 junho 2016.

CARREIRASOLO: Ergonomia. Disponível em: <http://www.carreirasolo.org/respostas/qual-a-melhor-posicao-para-ficar-na-cadeira> Acesso em: 03 junho 2016.

SOLINE MOVEIS: Como escolher: Cadeira para Escritório. Disponível em: <http://solinemoveis.com.br/blog/como-escolher-cadeira-para-escritorio/> Acesso em: 04 junho 2016.

CASA LINDA: Decore a casa com móveis pretos. Disponível em: <http://revistacasalinda.com.br/dica-do-decorador/decore-casa-com-moveis-pretos/> Acesso em: 05 junho 2016.

MUNDO DAS TRIBOS: Azul Tiffany na decoração: fotos. Disponível em <http://www.mundodastribos.com/azul-tiffany-na-decoracao-fotos.html> Acesso em: 05 junho 2016.
MUNDO DAS TRIBOS: Cor mostarda na decoração: dicas. Disponível em <http://www.mundodastribos.com/cor-mostarda-na-decoracao-dicas.html> Acesso em: 05 junho 2016.

MUNDO DAS TRIBOS: Cor berinjela na decoração: ideias. Disponível em: <http://www.mundodastribos.com/cor-berinjela-na-decoracao-ideias.html> Acesso em: 05 junho 2016.

ARCHTAY: régua t, paralela ou prancheta?. Disponível em: <http://www.archtay.com/2014/08/regua-t-paralela-ou-prancheta.html> Acesso em: 06 junho 2016.
WESTWING: Móveis de alumínio. Disponível em: <https://www.westwing.com.br/moveis-de-aluminio/> Acesso em: 07 junho 2016.

ABNT. NBR 14724, 2005: Informação e documentação – Trabalhos acadêmicos – Apresentação. Disponível em: <http://www.fee.ufpa.br/arqsecret/ABNT%20NBR%2014724.pdf> Acesso em: 07 junho 2016.

Nenhum comentário:

Postar um comentário